Táxi Aéreo 2016/2017: Empresas não apresentam contraproposta

por SINDICATO NACIONAL DOS AEROVIÁRIOS, 02/02 às 16:32 em Artigos

SNETA (Sindicato Nacional das Empresas de Táxi Aéreo) não apresenta contraproposta para atualização da CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) 2016/2017, durante reunião realizada com representantes dos Sindicatos Nacionais dos Aeroviários e Aeronautas, no dia 2 de fevereiro, na sede do patronal. Representantes dos trabalhadores e trabalhadoras terminam a terceira rodada de negociação sem ter um índice para apresentar às categorias em assembleias.

Profissionais do setor já estão com duas datas base vencidas, em função da intransigência das empresas. As negociações de 2015/2016 foram encerradas, por este mesmo motivo, e aguardam julgamento do TST (Tribunal Superior do Trabalho). Nem mesmo a greve geral realizada por aeroviários e aeronautas nos heliportos de Campos e Farol de São Tomé, ambos no estado do Rio de Janeiro, em 15 de dezembro, fez com que as companhias aéreas aceitassem negociar reajuste de acordo com o INPC (Índice Nacional de Preço do Consumidor) e pagamento do retroativo. 

Próximo encontro

Representantes dos Sindicatos informaram que não vão agendar nova reunião enquanto o SNETA não tiver uma proposta concreta da Campanha 2016/2017 para apresentar. Caso as empresas não convoquem um novo encontro até início de março, o SNA (Sindicato Nacional dos Aeroviários) vai convocar uma assembleia com a categoria e pedir autorização para judicializar o processo, assim como ocorreu no de 2015/2016. Profissionais reivindicam reajuste salarial de 12,39%, que equivale a 5% de ganho real. A data base é em 1 de dezembro.    

Texto e fotos: Cláudia Fonseca | Ag. Amora 

Tags:   campanha-salarial-taxi-aereo-2015-2016   campanha-salarial-taxi-aereo-2016-2017