Dirigentes do SNA integram nova composição da direção da FENTAC/CUT

por SINDICATO NACIONAL DOS AEROVIÁRIOS, 27/03/2017 às 16:28 em Artigos

A diretoria da Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil da CUT (FENTAC), entidade que representa 100 mil aeroviários, aeroportuários e aeronautas no Brasil, foi eleita na manhã de quinta-feira, 23 de março, em São Paulo.  

Os sindicatos filiados de Guarulhos, Recife, Campinas, Porto Alegre, os sindicatos de base  nacional de Aeroviários, Aeronautas e de Aeroportuários definiram em um fórum a reeleição do aeronauta, comissário de voo na Gol, Sergio Dias, à presidência da FENTAC. 

“Tivemos uma renovação expressiva com a vinda de novos dirigentes e com a participação de mais mulheres na nova Direção. Isso será importante para fortalecer e empoderar a mulher no setor da aviação”, relata Dias.

O sindicalista também destaca que essa renovação nos quadros da Federação se fez necessária, em razão do atual quadro político do Brasil. “Essa conjuntura vai exigir do movimento sindical um grande esforço em se contrapor às políticas nocivas aos trabalhadores na aviação na América Latina, bem como aos ataques nos direitos no Brasil, que estão expressos nas propostas de reformas trabalhista, previdenciária e do projeto de lei que libera a terceirização nas atividades fins (principal das empresas), que é extremamente prejudicial aos direitos”, alerta Dias.

As lideranças dos sindicatos filiados também debateram o encaminhamento da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transporte e Logística da CUT (CNTTL), a qual a FENTAC é filiada, que definiu em reunião, no dia 21 de março, em Brasília, decretar paralisações em todos os movimentos convocados pela CUT e movimentos sociais que alertarão sobre os ataques e golpes aos direitos da classe trabalhadora, que estão na pauta do dia do governo ilegítimo de Temer e no Congresso Nacional.

A CNTTL definiu que todos os modais de transporte (como por exemplo: ônibus, portos, metrô, sistema viário e aeroportos), vão aderir ao Dia Nacional de Paralisação e Protestos, convocado para o dia 31 de março, contra o PL  que liberou a terceirização de todas as áreas da empresa, aprovado pela maioria dos deputados na Câmara no dia 22, e também alertarão que o pior ainda estar por vir, caso Temer aprove as propostas da reforma da Previdência, que acabará com o direito à aposentadoria pública, e a reforma Trabalhista vai destruir os direitos trabalhistas, além de precarizar ainda as relações de trabalho.

O mandato da nova Direção da FENTAC é de três anos e compreende o período 2017/2020.

Lideranças e representantes das empresas do setor

Participaram da solenidade de posse, que aconteceu na noite de quinta-feira no Hotel Nobile Suítes em Congonhas,o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística da CUT (CNTTL), Paulo João Estausia, o presidente do  Sindicato Nacional das Empresas Aeroviários (SNEA), Ronaldo Bento Trad, o Secretário de Saúde e diretor da CNTTL, Wagner Menezes, o Marrom, o Secretário Geral da CUT/SP, João Cayres, dirigentes do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba entre outros.

Balanço mandato 2014/2017

Um dos momentos marcantes nestes últimos três anos da gestão da Federação foi a assinatura das Convenções Coletivas de Trabalho (CCT) dos aeroviários e aeronautas com o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviários (SNEA), no mês da data-base,  em dezembro de 2016. 

Considerado um fato histórico para as categorias, que há muito tempo não encerravam as discussões da Campanha Salarial no mês da data-base, sempre terminavam após protestos e greves nos aeroportos e com a mediação do judiciário.

Outro aspecto positivo foi o resgate da unidade das categorias: aeronautas, aeroviários e aeroportuários, fato que gerou uma certa preocupação para os empresários do setor que não esperavam essa união dos trabalhadores na aviação civil.  

“Conseguimos também aprimorar nossas ferramentas para enfrentamento, como assessorias tanto de comunicação, jurídica, econômica, e a recente contratação da assessoria parlamentar, que nos auxilia em nossa atuação em Brasília. Com isso, a FENTAC se tornou mais combativa”, diz  o presidente Sergio Dias.

Internacionalização 

Outra marca da gestão foi  a internacionalização da atuação da FENTAC, com a participação em eventos pró-trabalhadores realizados na América Latina por meio da ITF, entidade à qual a Federação é filiada.

Através da ITF,  foi possível garantir uma participação mais incisiva na Organização da Aviação Civil Internacional (OACI),  órgão especializado das Nações Unidas que é responsável pela promoção do desenvolvimento seguro e ordenado da aviação civil mundial.

Breve histórico  

Comissário de Voo há 32 anos,  Sergio Dias passou pela VASP  (Viação Aérea São Paulo) e Viação Aérea Rio-Grandense (Varig) – extintas companhias aéreas brasileiras que tiveram peso importante no desempenho da aviação nacional. Atualmente é chefe de cabine de voo na empresa aérea Gol.

Desde 1989, Dias milita no movimento sindical sempre atuando na defesa dos direitos dos profissionais da aviação.  Além de presidir a FENTAC/CUT, Sergio também é diretor de  Assuntos Previdenciários no Sindicato Nacional dos Aeronautas e presidente do Comitê Regional da Aviação Civil da América do Sul e Caribe da Federação Internacional dos Trabalhadores em Transportes (ITF) Américas.

Texto: Assessoria FENTAC/CUT

Fotos: Dino Santos | Assessoria FENTAC

Texto original no link: Nova Direção da FENTAC/CUT é eleita e reforça luta em defesa dos direitos dos trabalhadores na aviação

Tags:   fentac