Chegam ao fim as Campanhas Salariais de Táxi Aéreo 2015/2016 e 2016/2017

por SINDICATO NACIONAL DOS AEROVIÁRIOS, 10/10/2017 às 14:36 em Artigos

A mediação realizada pelo TST (Tribunal Superior do Trabalho) em Brasília, no dia 9 de outubro, colocou fim ao arrastado processo das Campanhas Salariais de Táxi Aéreo de 2015/2016 e 2016/2017. A audiência, que contou com representantes dos Sindicatos filiados à FENTAC/CUT (Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil/Central Única dos Trabalhadores) e SNETA (Sindicato Nacional das Empresas de Táxi Aéreo), define a atualização da CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) para estes períodos e possibilita o início da Campanha Salarial 2017/2018 sem nenhuma pendência.

O acordado para a atualização da CCT 2015/2016 foi de 5,5% de reajuste salarial, mais R$ 500 reais de abono e 10,39% nas cláusulas sociais. Já para 2016/2017, 3,5% de aumento nos salários e cláusulas sociais, sem direito à abono e retroativo. O TST vai agendar a data de assinatura do acordo na próxima semana, com a definição de quando os profissionais vão receber o pagamento.

Negociação conturbada

Nesses dois últimos anos, o processo de negociação foi conturbado. Nem mesmo as greves orquestradas pelo SNA (Sindicato Nacional dos Aeroviários), que parou as atividades nos heliportos de Campos de Goytacazes e Farol de São Tomé, em 15 de dezembro de 2016, foi suficiente para amenizar a postura intransigente das empresas.

Diante deste quadro, foi necessária a intervenção do TST, com audiências entre Sindicatos e empresas mediadas pelo vice presidente do Tribunal, o Ministro Emmanoel Pereira. Porém, a reunião do dia 9 setembro contou com a participação do presidente do Tribunal, Ives Gandra. Ele propôs que o índice de reposição fosse de 6%, enquanto as empresas insistiam em pagar apenas 2%. Para encerrar o embate, os Sindicatos aceitaram a proposta, porém, o SNETA manteve sua intransigência e negou a indicação do ministro. Depois de muita negociação, foi alcançado o índice que deu fim às Campanhas Salariais.

Campanha Salarial 2017/2018

Agora os Sindicatos se preparam para o início da Campanha Salarial 2017/2018. A pauta foi entregue pela FENTAC/CUT ao SNETA no dia 22 de setembro, com as seguintes reivindicações: reajuste de 5% nos salários, pisos e cesta básica; 6% no vale refeição; pagamento do auxílio maquiagem quando esta for uma exigência da empresa; extensão do direito à creche ao pai aeroviário, já que apenas mulheres têm este direito; implementação de campanhas contra assédio moral; disponibilização de auxílio acidente e garantia de emprego ou salário à aeroviária que sofrer aborto. Vale lembrar que o INPC (Índice Nacional de Preço do Consumidor) do período, segundo dados disponibilizados pelo DIESSE (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos), é de 3,43%.

Texto: Cláudia Fonseca | Ag. Amora

Fotos: Cláudia Fonseca e Cynthia Tomari | Ag. Amora 

Tags:   campanha-salarial-taxi-aereo-2015-2016   campanha-salarial-taxi-aereo-2016-2017   taxi-aereo